26/01/2018



LUCAROCAS – O CORDEL NA EDUCAÇÃO FAZENDO TRANSFORMAÇÃO
(85) 3495-1939 (fixo) 98897-4497 (oi-whats) 99985-7789 (tim)
Blog: https://lucarocascordeleduca.blogspot.com.br

            O CORDEL NA EDUCAÇÃO FAZENDO TRANSFORMAÇÃO é um projeto de abrangência múltipla que busca contemplar diversos públicos através de interferências artísticas, culturais e pedagógicas utilizando a Literatura de Cordel como marco de referência.
            O projeto abrange oficinas, palestras, recitais, performance literária, teatro de bonecos, repente, feitura de cordel e  outros dizeres e fazeres na Linguagem do Cordel.
            O objetivo do projeto é falar de maneira clara, objetiva, e com uma carga de bom humor, sobre temas que, muitas vezes, são enfadonhos e desconfortáveis de serem ditos. Encontrar solução para problemáticas que aflija o trabalho pedagógico, além de motivar pessoas a melhorarem o desempenho no fazer da educação para essas possam alcançar melhores resultados.
            Trabalhar projetos que valorizem o saber do aluno, o fazer do professor, o desenvolvimento pedagógico, a gestão escolar, a relação familiar, e relações comunidade escola são outros objetivos que estão inseridos em nossas atividades.
            Unimos aqui a experiência de mais de trinta anos na educação, aliada a uma vasta atuação no campo literário e, mais especificamente na Literatura de Cordel, para fazermos com que essas experiências se transformem em ações exitosas na melhoria da qualidade do ensino aprendizagem e aperfeiçoamento no desenvolvimento dos profissionais de educação.
            O CORDEL NA EDUCAÇÃO FAZENDO TRANSFORMAÇÃO é de fato uma ação transformadora. Transforme. Transforme-se.

            Dentre várias possibilidades de interação e intervenção temos:

Palestras

            O Cordel sem Cordão um Folheto em cada Mão. Experiências de Leitura com o Folheto de Cordel busca motivar professores, educadores e a comunidade escolar em geral a se apropriarem da Literatura de Cordel em diversos seguimentos do cotidiano escolar, fazendo com que o cordel passe a ser uma ferramenta pedagógica relevante para o processo ensino aprendizagem.

            A Mão que Conduz o Filho traz uma abordagem sobre o relacionamento familiar e as suas mais diversas situações. Baseada no folheto de cordel do Poeta Lucarocas, trabalha-se cada estrofe do texto fazendo relações com o cotidiano de pais, alunos e professores.

Professor, sou ou não sou! Palestra de cunho pedagógico que busca questionar o fazer educação em sala de aula, e a postura de profissionais que lidam com o cotidiano escolar, e motivá-los a serem melhores do que são.
            Sem Motivação não se faz educação! Elementos motivadores que fazem despertar no professor uma vontade maior de exercer o seu trabalho.
02
                                                                                               
            Planejamento e O Tempo Pedagógico. Referências pedagógicas com explanações sobre como planejar, a prática do uso do planejado, e a utilização do tempo pedagógico escolar.

            Do Real ao Ideal no Cotidiano escolar. Indicações de como transformar alguns aspectos das situações atuais de uma escola, em possibilidades de melhorias estruturais e pedagógicas.

            Como sobreviver a um ano letivo, ou desistir de vez da profissão. Dicas de como fazer o enfrentamento dos desafios que cada ano proporciona. Chamando professores e gestores a tomarem atitudes positivas e não fraquejar no exercício da profissão. Não desistir da profissão.

            No ENEM u sou mais Eu. Palestra informativa e motivacional direcionada para alunos que farão o Exame Nacional do Ensino Médio. A palestra é baseada num folheto de cordel.

Do líder de sala ao Grêmio Estudantil. Informações sobre liderança e escolha do líder de sala, e aspectos para o a formação de um grêmio Estudantil.

Palavra Facultada! (o título oficial passa a ser o tema do assunto sugerido pelo contratante) A palestra faz referências assuntos indicados por gestores escolares, empresários, e outros profissionais que querem falar aos seus colaboradores, e utilizam-nos como porta voz das suas falas.

Quebra Gelo. Palestra com muita poesia e bom humor que serve como introdução a apresentação de outros palestrantes em seminários, congressos, e similares.
           
Oficinas

            Formação de Professores para o uso do Cordel em Sala de Aula procura mostrar como o professor pode utilizar o cordel em sala de aula, explorando na prática diversas aplicações e atividades.

Introdução à Feitura do Cordel traz uma visão geral sobre o cordel em suas mais diversas nuances do fazer poético, apontando caminhos para que o aprendente possa construir suas próprias produções, além de incentivar a utilização do cordel como instrumento pedagógico para o uso em diversas atividades escolares.

            Aprenda a fazer versos oficina que busca orientar o fazer do verso em suas diversas estruturas.

            Introdução à xilogravura traz informações básicas para conhecer e o fazer da xilogravura utilizando matérias simples.

            Letras e Cartazes para o cotidiano escolar. O ensina o fazer a moldagem de letras e a construção de cartazes temáticos para o cotidiano escolar utilizando como suporte papel, isopor, tintas e pinceis.

            Serigrafia básica para uso na escola traz informações básicas sobre o fazer serigráfico, a construção de desenhos, feituras de telas e processos de impressão.


03
Serviços

            Feitura de Cordel – Sua história no cordel. Escrevemos qualquer história em texto de cordel. Homenagens, aniversários, casamentos e afins.

            Edição, Revisão e Publicação de Folhetos de Cordel e Livros em Geral. Se você deseja publicar o seu filho ou o seu folheto de cordel, nós fazemos com a melhor qualidade.

            Construção de Blogs Escolares. Planejamos, executamos e implantamos blogs escolares, seja para uma turma, um grupo, ou uma escola.

            Formatação de Calendário Escolar. Executamos diversos modelos de calendários escolares com ajustes de datas e imagens de acordo com cada escola.

            Rádio Web Escolar. Orientamos de como a escola fazer para instalar uma Rádio Web escolar que permite uma audição em rede de internet.

            Assessoria Pedagógica. Acompanhamento do desenvolvimento pedagógico escolar para que esta tenha melhores resultados na aprendizagem dos seus alunos.

            Revisão e Formatação de Monografias e trabalhos acadêmicos. Fazemos revisão gramaticas, e ajustamos o trabalho acadêmico de acordo com as normas da ABNT.

            Orientação e Acompanhamento de Trabalhos Acadêmicos. Fazemos a orientação e o acompanhamento dos seus projetos e trabalhos acadêmicos.

            Outros serviços relacionados à escola e ao cordel é só fazer contato.


Recitais, Performances e espetáculos

Mala de Prosa e Verso é um espetáculo de apresentação poética com contação de “causos” e recheado de muito bom humor, onde a temática dos textos é sugerida a partir de objetos retirados de uma mala.

Palavra Rimada é uma performance poética com declamação de diversos textos que circula do clássico ao popular.

Da linguagem do cordel à Cultura do vaqueiro é um espetáculo que mescla a Literaturas de Cordel em textos declamados com a Cultura do Vaqueiro através de toadas e aboios.
Teatro de Bonecos. Espetáculo de fantoches com temas infantis e educativos destinado ao público de todas as idades.

Violeiros Repentistas. Apresentação de poetas repentistas que improvisaram seus versos mostrando a cultura popular brasileira.

            Trabalhamos com diversos projetos que são indicados para a melhoria de desempenho de alunos e profissionais da educação.
            Quando os nossos serviços são contratados nós sugerimos alguns projetos que podem, ou não, serem implantados no sistema escolar. Em caso de implantação nós colocamos à disposição os projetos, e damos toda a assessoria para que ele seja desenvolvido.

    Assim temos:
04
01 – Ponto de Luz (Prevenção)
02 – Pasta Estante (Leitura)
03 – Estrelas do Português (Motivação)
04 – Estrelas da Matemática (Motivação)
05 – A Sacola de Cordel (Leitura)
06 – Aprendendo a escrever Cordel (Leitura e Escrita)
07 – A Escola que eu quero ter (Preservação)
08 – Eu líder, eu cidadão (Cidadania)
09 – Quem ler um conto aumenta um ponto (Motivação - Leitura)
10 – A família vai à escola (Relacionamento)
11 – Professor mais que dez (Motivação)
12 – Quem corre não cansa, alcança! (Motivação)
13 – O talento de cada um (Valorização)
14 – CorAção, a Cor do Coração (Consciência Negra)
15 – Elementos para o processo da leitura (Equilíbrio Cognitivo)
16 – Eu planto, tu plantas, nós colhemos (Meio ambiente)
17 – A Escola além do muro (Preservação Ambiental)
18 – Eu sou o show da minha escola (Descoberta de talentos)
19 – Minha voz, nossa voz (Rádio Intervalo)
20 – Minha escola está no ar (Rádio Web da Escola)
21 – Nossa escola na Web (Construção de Blogs)
22 – Repassando o que eu sei (Construção de saberes entre alunos)
23 – Pedras que se movimentam (Jogos de tabuleiros)
24 – Um dia depois da aula (Apresentação de talentos)
25 – Eu jogo, tu jogas, nós jogamos (Práticas esportivas)
26 – Café com Arte (Mostra de Cultura e Arte)
27 – Monitoria Acadêmica (Monitores por Matéria)
28 – Estudante líder, escola de sucesso (Liderança de sala)
29 – Em Cena. Minha escola tem teatro (Grupo teatral)
30 – Nossos Cantares ( Canto Coral)
31 – Somos todos iguais (Trabalhando o Preconceito)

            Dentre outros

Faça contato e transforme o seu modo de ver e fazer educação.


(85) 3495-1939 (fixo) 98897-4497 (oi-whats) 99985-7789 (tim)
 


31/08/2016

Encontro de Bienal



ENCONTRO DE BIENAL
                 Por:   Lucarocas

            Meu riso se distrai diante de perguntas que não quero dar respostas, mas há delas que a melhor resposta é um silêncio íntimo de perdão pela ignorância alheia. E perguntaram-me, acreditem, “O que vou fazer na Bienal do Livro de São Paulo”.  
            A princípio pensei em não pensar sobre isso.
            Diante de tantas idas e vindas por Bienais, Feiras Literárias e Encontros, me vi no direito de já ter respostas prontas em silêncio de palavras, mas resolvi escrever.
            Encontro, essa é a palavra mais adequada para a resposta da tal pergunta.
            Sempre digo que o melhor do evento são os encontros. Encontros de sorrisos dos amigos velhos, e dos velhos amigos. Encontros de risos de graças daquelas piadas tantas vezes ditas, mas que provocam o mesmo riso da primeira vez. Encontro de abraços trocados com a saudade de ontem. Encontro dos folhetos de cordel que se cruzam no ar da permutação quando cada cordelista oferta ao outro um exemplar do seu mais recente folheto publicado. Encontro em uma foto para registrar o encontro. Encontro dos pássaros canoros que tingem de sons os ambientes num encantamento de Nordeste e de Brasil. Encontro com a arte que desfila nas xilogravuras e fazem cirandas com a poesia do cordel, da viola e do repente. Encontro com a poesia que corta o silêncio do coração e atinge a alma do atento ouvinte. Encontro com a diversidade dos homens que são vistos como deuses pelo que escrevem, mas que são simples mortais diante em seus leitores. Encontro com os admiradores do seu trabalho, e que fazem você acreditar que vale o esforço de continuar escrevendo. Encontro do lanche compartilhado, da rapadura distribuída, da refeição dividida. Encontro da acolhida nos aeroportos e rodoviárias, nos hotéis e pousadas, nas praças, ruas e espaços que acolhem e aplaudem o artista. Encontro com os amigos virtuais que nos acham mais interessantes nas imagens das redes sociais. Encontro com o imaginário literário e a realidade de ser escritor em um país que ainda não dá ao livro o valor que merece. Encontro com a saudade do poeta que faz rimas nos palco celestiais e nos protege com seu olhar de amigo.
            Encontros, encontros. São tantos encontros que talvez a ingratidão do esquecimento me tocasse ao tentar listar todos.
            Um encontro, porém representará todos os encontros, é o encontro com um Deus da inspiração, da criação, um Deus que está presente em toda obra literária, em todo gesto humano, em todo o poder de se fazer encontros.
            Diante de tantos encontros, nessa Bienal haverá mais um que há tempos acontece em diversos pontos desse imenso país, é o encontro de três grandes amigos poetas: Dideus Sales, Lucarocas e Moreira de Acopiara.
            Só esse último encontro já justifica qualquer encontro de Bienal. Simples assim.


Fortaleza, 31 de Agosto de 2016. 08:27h

30/07/2016

RÁDIO WEB LUCAROCAS CANTADOR

RÁDIO WEB LUCAROCAS ARTES E LETRAS
A Rádio que toca o que toca você!



ESPAÇO SOCIAL CASA DO CANTADOR
O melhor espaço para o seu evento no Carlito Pamplona, em Fortaleza.
Ideal para Aniversários, Casamentos, Reuniões, eventos em gerais.
Estrutura simples, mas aconchegante e funcional.
Falar com Lúcia Mateus
(85) 3236-2929 (Fixo) 99853-0570(tim– Whats)
..................

Casa do Cantador de Fortaleza
Rua Coelho Fonseca, 194 - Carlito Pamplona
Fortaleza - Ceará


NOITE DAS VIOLAS - CASA DO CANTADOR
Primeira Segunda-Feira de CadaMês

Rua Coelho da Fonseca, 195 – Carlito Pamplona (Atrás do Mercado) Fortaleza – CE. 







17/08/2015

Conheça a Casa do Cantador




CADA DO CANTADOR DE FORTALEZA

Rua Coelho Fonseca 195
Carlito Pamplona – Fortaleza – Ceará
(Atrás do Mercado)
(85) 3236-2929 (fixo) 99646-3705 (Tim - WhatsApp) 8511-8878 (oi)
Organização Lucia e Dimas Mateus
cantadoresnordeste@gmail.com
cantador@lucarocas.com.br

Fale conosco Acesse:

LUCAROCAS
(85) 98897- 4497 (oi - WhatsApp) 99666-9396 (tim)

31/07/2015

Cantoria na Casa do Cantador

Antonio Jocélio e Zé Eufrázio


Dimas Mateus Presidente da 
Casa do Cantador de Fortaleza - CE.


                


24/01/2013

SE TEM NOITE DE VIOLA NA CASA DO CANTADOR







   SE TEM NOITE DE VIOLA NA CASA DO CANTADOR
                                                               Lucarocas

A lua fica mais clara
O ar tem mais alegria
Se respira poesia
De maneira muito rara
O ambiente é seara
E se torna inspirador
Pra quem é versejador
Sem querer já cantarola
Se tem noite de viola
Na Casa do Cantador.


Quando começa a florar
A grande noite de rimas
A dona Lúcia e seu Dimas
Nos vem recepcionar
E num sorriso abraçar
Com ternura e com amor
A qualquer frequentador
Que a casa não assola
Se tem noite de viola
Na Casa do Cantador.


Uma cerveja gelada
Junto com um espetinho
É servida com carinho
Na noite bem animada
A turma fica ligada
Em qualquer declamador
Pois para um bom bebedor
Vai cachaça e coca cola
Se tem noite de viola
Na Casa do Cantador


Amigos vão se encontrar
Num cumprimento de abraço
E fazem do mesmo espaço
O local pra conversar
E cantoria escutar
Seja qual dupla que for
Esquecem tristeza ou dor
Junto com a corriola
Se tem noite de viola
Na Casa do Cantador.


Sempre chega um papudinho
Tombando em cima da mesa
Mas ele tem a certeza
De que nunca está sozinho
Da cana toma um pouquinho
Pra vida ter mais sabor
Se acha conquistador
Pra moça faz uma graçola
Se tem noite de viola
Na Casa do Cantador.


Um poeta repentista
Vai cantando uma toada
E a platéia animada
Vai aplaudindo o artista
Vem até um cordelista
Que também é professor
Liga o seu computador
Tira cordel da sacola
Se tem noite de viola
Na Casa do Cantador.


Tem poeta de bancada
Que ouve improvisação
Vai fazendo a marcação
Da toada improvisada
E deixa toda anotada
Para quando for compor
Pois o tema é inspirador
E logo um poema rola
Se tem noite de viola
Na Casa do Cantador.


Há sempre um retratista
Fazendo fotografia
De quem faz a cantoria
Ou de qualquer outro artista
Mas nem de longe se avista
As fotos do filmador
É mais um enganador
Que todo mundo enrola
Se tem noite de viola
Na Casa do Cantador.


Quando a turma de estudante
Comparece à cantoria
Só se ver muita alegria
Brotando em cada semblante
Pois ali naquele instante
Cada um é sonhador
Esquecem do professor
E dos deveres da escola
Se tem noite de viola
Na Casa do Cantador.


Tem poeta de primeira
Nessa noite de segunda
Mas tem também quem afunda
No verso a noite inteira
Faz tudo por brincadeira
Não é improvisador
Erra que é um horror
Não canta somente enrola
Se tem noite de viola
Na Casa do Cantador.


Sem um cachê acertado
Numa noite de peleja
Alguém já bota a bandeja
Para ver arrecadado
E se juntar um trocado
Seja que quantia for
Dividem o mesmo valor
Pois é paga e não esmola
Se tem noite de viola
Na Casa do Cantador.


Se agita a mulherada
Junto com os seus maridos
E os melhores vestidos
Fazem parte da noitada
Cada qual que é mais amada
Nesse instante de esplendor
E pensam em noite de amor
Na cama sem camisola
Se tem noite de viola
Na Casa do Cantador.


Um pedaço do sertão
Vai brotando na memória
Quando se canta a história
Da secura do torrão
Lá do pedaço de chão
Faz lembrar ao agricultor
Que chuva tem mais valor
Quando na terra se enrola
Se tem noite de viola
Na Casa do Cantador.


Para quem é fazendeiro
Ao ouvir a cantoria
Recorda da vacaria
Na voz de um violeiro
E pensa no tabuleiro
Onde mora a vaca flor
E o seu boi esplendor
Vem lhe habitar a cachola
Se tem noite de viola
Na Casa do Cantador.


Quem vive da agricultura
Quando escuta uma canção
Que fala bem do sertão
Enche o peito de ternura
Pensando em sua cultura
Lembra do interior
E no peito sente dor
A emoção não controla
Se tem noite de viola
Na Casa do Cantador.


Pra sempre há de ficar
Um gosto bom de saudade
E a musicalidade
Que a gente pode escutar
E depois é só lembrar
Em todo lugar que for
Que se faz arte com amor
Numa noite que decola
Se tem noite de viola
Na Casa do Cantador.


LUCAROCAS
(85) 98897-4497 (oi - WhatsApp) 99666-9396 (tim)